Plano de Aula

aula 1 : Midialogia e Comunicação

BOURDIEU, Pierre Algumas Propriedades dos Campos. (Exposição feita na Ecole Normale Supérieure, em novembro de 1976, para um grupo de filólogos e historiadores da literatura).

Slides: Campos Sociais

+ referências

aula 2 : Communication Research

LASSWELL, Harold D, Estrutura e função da comunicação na sociedade. In: Comunicação e Indústria Cultural (org. Gabriel Cohn). São Paulo. Companhia Editora Nacional, 1977

aula 3 : Teoria da Informação e Cibernética

PELLEGRINI, Christian Hugo. O significado contemporâneo da teoria da matemática da comunicação. Caderno.Com. São Caetano do Sul, v.4, n.2, pp 11-23. 2º semestre 2009.pp. 12-23

+ referências


aula 4 : Seminários

Aula 1 – MARTINO, Luís Mauro S. Quatro ambivalências na teoria da comunicação. Revista Rumores. São Paulo, ed.8, julho- dezembro, 2010.

Aula 2 – SOUSA, Jorge Pedro. Teoria dos Efeitos da Comunicação Social.  Elementos de Teoria e Pesquisa da Comunicação e dos Media. 2a edição revista e ampliada: Porto, 2006

Aula 3 – SERRA, J. Paulo. Manual de Teorias da Comunicação. Universidade da Beira Interior, 2007 (Labcom) Cap. 6 – A concepção cibernética da comunicação


Aula 5 : Teoria Crítica e Indústria Cultural

ADORNO, Theodor W. A indústria Cultural. In: COHN, Gabriel (org) Comunicação e Indústria Cultural. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1978

+ referências

aula 6 : Estudos Culturais

ESCOSTEGUY, Ana Carolina. Introdução aos Estudos Culturais. Revista FAMECOS, Porto Alegre, no 9, dezembro 1998.

+ referências

aula 7 : Teorias da Recepção e das Mediações

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1997. Cap. 2 – Os métodos: dos meios às mediações.

+ referências


  aula 8 : Seminários

Aula 5 : ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo : Perspectiva, 2006 (Capítulo: Cultura de Massa e “níveis” de cultura) – Dois alunos trabalham como a visão “integrada” e dois, com a visão “apocalíptica”.

Aula 6 : CAMPANELLA, Bruno. Os Estudos Culturais no Campo da Comunicação no Brasil: décadas de 1990 e 2000. In: Panorama da comunicação e das telecomunicações no Brasil : 2012/2013 / organizadores: João Cláudio Garcia R. Lima,José Marques de Melo.- Brasília : Ipea, 2013

Aula 7 : ISER, Wolfgang. O jogo do Texto. In: LIMA, Luiz Costa. A literatura e o leitor: textos de Estética da Recepção. 2.ed. (rev. e ampl.). São Paulo: Paz & Terra, 2002


aula 09 :  Marshall McLuhan

MACHADO, Irene. Viéses da Comunicação. São Paulo : Annablume, 2014 (Cap 1: Para entender as idéias de Marshall McLuhan)

+ referências

aula 10: Midiatização e Materialidade da Comunicação

HANCKE, Michael. Materialidade da Comunicação – um conceito para a Ciência da Comunicação? Revista Contracampo. n.14, 2006

VERÓN, Eliseo. Teoria da midiatização: uma perspectiva semioantropológica e algumas de suas consequências. Matrizes. V. 8 – No 1 jan./jun. 2014 São Paulo – Brasil  p. 13-19

+ referências

aula 11 : Novas Mídias

MANOVICH, Lev. Novas mídias como tecnologia e ideia: dez definições. In: LEÃO, Lucia. O chip e o caleidoscópio: reflexões sobre as novas mídias. São Paulo: Ed. SENAC, 2005.

+ referências


aula 12: Seminários

Aula 09: GOEDERT, Marcelo Oliveira, FLAUSINO, Márcia. O Rádio no Século XXI: Quente ou Frio?  Trabalho apresentado no GP Rádio e Mídia Sonora, XI Encontro dos Grupos de Pesquisas em Comunicação, evento componente do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação

Aula 10 : HEPP, Andreas.  As configurações comunicativas de mundos midiatizados: pesquisa da midiatização na era da “mediação de tudo”. Matrizes, V.8 Nº1 jan./jun.2014 São Paulo – Brasil

Aula 11 : ALBUQUERQUE, Afonso de. Os desafios Epistemológicos da Comunicação mediada por computador.Revista Fronteiras, v. IV n.2, dez de 2002.

SILVA, Cícero Inácio. A era da infoestética – entrevista com Lev Manovich. Lumina. Vol.6 • no1 • junho 2012


aula 13 : Cultura da conexão

JENKINS, H., GREEN, J. FORD, Sam. Cultura da Conexão. São Paulo: Aleph, 2014. Introdução: Por que a mídia se propaga?

O fandom como objeto e os objetos do fandom – Entrevista com MATT HILLS (Aberystwyth University, Department of Theatre, Film and Television Studies. Aberystwyth, Reino Unido) por Clarice Greco
Universidade de São Paulo, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação. São Paulo-SP, Brasil

+ referências


 aula 14 : Redes Sociais e Subjetivação

FELINTO, Erick. ‘Sem mapas para esses territórios’: a cibercultura como campo de conhecimento. Intercom–Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação-XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação–Santos- 29 de agosto a 2de setembro de 2007

+ referências


 aula 15 : Seminários

Aula 13 : BOLIN, Göran. Narrativas Transmídia e Valor nos Ambientes de Mídias Digitais, PARÁGRAFO. V. 2, N. 3 JUL./DEZ.2015

BAPTISTA, Tiago. Será o YouTube o novo “cinema de atracções”? A partilha de vídeos em linha entre o princípio e o fim da história do cinema. Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema/Instituto de História Contemporânea, FCSH-UNL

Auyla 14 : MACHADO, Arlindo.  O Sujeito no ciberespaço INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação  XXIV Congresso Brasileiro da Comunicação – Campo Grande /MS – setembro 2001

Aula 15 : REGIS, Fátima. Ciborgue, comunicação e sistemas complexos: uma alternativa à tese da desmaterialização. e-compós 2007

NEVES, Clarissa E. B., NEVES, Fabrício Monteiro.  O que há de complexo no mundo complexo? Niklas Luhmann e a Teoria dos Sistemas Sociais. Sociologias, Porto Alegre, ano 8, no 15, jan/jun 2006, p. 182-207

 aula 16 : Teoria dos Sistemas

NEVES, Rômulo Figueira. A Teoria dos Sistemas de Niklas Luhman. Dissertação Sociologia- FFLCH-USP. São Paulo, 2005

+ referências